Ligue
4007-2180

Curitiba

Curitiba é um município brasileiro, capital do estado do Paraná, localizada a 945 metros de altitude no primeiro planalto paranaense, a aproximadamente 110 quilômetros do Oceano Atlântico. Em 2007, segundo a revista norte-americana Reader's Digest, era a cidade com melhor qualidade de vida do Brasil. É a oitava cidade mais populosa do Brasil e a maior do sul do país, com uma população de 1.746.896 habitantes. É a cidade principal da Região Metropolitana de Curitiba, formada por 26 municípios e que possui 3 172 357 habitantes sobre uma área de 15 447 km², o que a torna a oitava região metropolitana mais populosa do Brasil.

 

Fundada em 1693, a partir de um pequeno povoado bandeirante, Curitiba se tornou uma importante parada comercial com a abertura da estrada tropeira entre Sorocaba e Viamão. Em 1853 tornou-se a capital da recém-emancipada província do Paraná e desde então a cidade, conhecida pelas suas ruas largas, manteve um ritmo de crescimento urbano fortalecido pela chegada de uma grande quantidade de imigrantes europeus ao longo do século XIX, na maioria alemães, poloneses, ucranianos e italianos, que contribuíram para a diversidade cultural que permanece até hoje. A cidade experimentou diversos planos urbanísticos e legislações que visavam conter seu crescimento descontrolado e que a levaram a ficar famosa internacionalmente pelas suas inovações urbanísticas e o cuidado com o meio ambiente. A maior delas foi no transporte público, cujo sistema inspirou o TransMilenio, sistema de transporte de Bogotá, na Colômbia. Hoje, a cidade tem um senso de vida cosmopolita, é considerada a capital com melhor qualidade de vida do Brasil, com um pólo industrial diversificado que lhe dá o posto de quinta maior economia do Brasil, sendo considerada uma das cinco melhores cidades para se investir na América Latina.

 

Curitiba também tem altos índices de educação. Tem o menor índice de analfabetismo e a melhor qualidade na educação básica entre as capitais. O Índice Mastercard de Mercados Emergentes 2008, criado com a intenção de avaliar e comparar o desempenho das cidades em diferentes funções que interligam os mercados e o comércio no mundo inteiro, indicou Curitiba na 49ª colocação entre as cidades com maior influência global. Curitiba também foi citada em uma recente pesquisa publicada pela revista Forbes, como a 3º cidade mais "esperta" do mundo, que considera esperta a cidade que se preocupa, de forma conjunta, em ser ecologicamente sustentável, com qualidade de vida, boa infraestrutura e dinamismo econômico.

Museu Oscar Niemeyer: R. Mal. Hermes, 999 (Centro Cívico)
(41) 3350-4400
Preço: R$ 4
Horário: 3ª/dom 10h/17h30
Cartão de Crédito: Diners, Mastercard, Visa
Cartão de Débito: Maestro, Redeshop, Visa Electron
O famoso museu em formato de olho tem acervo permanente com obras contemporâneas (muitas delas de artistas conceituados no Paraná, como Poty Lazzarotto). Mas, antes de chegar lá, você passa por um prédio retangular, com uma rampa: na parte de cima há 9 salas de mostras temporárias; na de baixo, um pátio de esculturas, com obras de Tomie Ohtake e Erbo Stenzel, e espaço dedicado ao arquiteto Oscar Niemeyer, que projetou o museu. A torre, que leva ao "olho", tem mostras fotográficas.

 

Passeio De Trem Pela Serra Do Mar: (http://www.serraverdeexpress.com.br)
Cartão de Crédito: Diners, Mastercard, Visa
Cartão de Débito: Maestro, Redeshop, Visa Electron
Em 1885, quando foi inaugurada, a ferrovia que liga Curitiba a Morretes servia apenas para o transporte de produtos agrícolas. Hoje, os trens vivem cheios de turistas: o cênico passeio de 3h passa por pontes, túneis construídos nas rochas e belas paisagens da serra. A viagem pode ser feita em vagões econômicos (R$ 39), turísticos (R$ 66, com lanche e guia), executivos (R$ 96, com janelas maiores, lanche e guia bilíngue) ou nas litorinas (R$ 270, com janelas e poltronas ainda maiores e ar-condicionado) - camarotes, que estão sendo revitalizados, devem começar a ser usados em breve. Todos os passeios saem diariamente de Curitiba às 8h15, e a volta pode ser de trem (R$ 39 a R$ 64), ônibus (R$ 13) ou van (R$ 35). Aos domingos, a viagem segue até Paranaguá. Serra Verde Express, 3888-3488. serraverdeexpress.com.br.

 

Museu Paranaense: R. Kellers, 289 (Setor Histórico)
(41) 3304-3300
(http://www.pr.gov.br/museupr)
Preço: R$ 2
Horário: 3ª/6ª 9h/17h, sáb/dom 11h/15h
A visita começa no palacete de 1928, que já foi sede do governo do estado. Aqui estão expostas relíquias da antiga sociedade paranaense, como uma coleção de sabres, um piano inglês de 1843 e um documento de venda de escravos do séc. 19. No prédio anexo, objetos antigos e painéis contam a história do Paraná, dos primeiros povos que habitaram a região até o ciclo da erva-mate e a imigração, entre os sécs. 19 e 20.

 

Museu Do Automóvel: Av. Cândido Hartmann, 2300 (Prq. Barigui) (Sto. Inácio), 5 km
(41) 3335-1440

Preço: R$ 5
Horário: 3ª/6ª 14h/17h30, sáb/dom 10h/12h, 14h/18h
É um grande galpão onde se enfileiram carros antigos, todos com ano de fabricação e marca expostos em plaquinhas. São mais de 50 veículos muito bem-preservados, como a carruagem francesa de 1910, o Ford T de 1919 (que já foi usado como carro de entregas de chá) e o Cadillac 75 modelo presidencial, de 1952.

 

Mercado Municipal: Av. Sete de Setembro, 1865 (Centro)
(41) 3363-3764
(http://www.mercadomunicipaldecuritiba.com.br)
Horário: 2ª 7h/14h, 3ª/sáb 7h/18h, dom 7h/13h
Barracas de frutas, de pimentas e de alguns produtos locais - é fácil achar pinhão e farinha de Morretes por aqui - ganharam a companhia do espaço orgânico: recém-inaugurado, reúne modernos boxes de verduras, açougue, restaurante e cafés que vendem até coxinha orgânica.

 

Shoppings: Curitiba tem ótimos centros de compras. Na região central, ficam o Estação (R. 7 de Setembro, 2775, 2101-9000), instalado na antiga estação ferroviária, e o Mueller (Av. Cândido de Abreu, 127, 3074-1000), no Centro Cívico. O Crystal Plaza (R. Comendador Araújo, 731, 3883-3000) e o Curitiba (R. Brig. Franco, 2300, 3026-1000), construído em prédio histórico, ficam no badalado Batel. Mais afastados, o ParkShopping Barigui (R. Prof. Pedro Viriato Parigot de Souza, 600, Ecoville, 4003-4138), que acaba de inaugurar uma grande área gourmet, e o gigantesco Palladdium (Av. Pres. Kennedy, 4121, Portão, 3212-3500) rendem passeio para uma tarde inteira.

 

Feira Do Largo Da Ordem: Aos domingos, das 10h às 14h, as imediações do Largo da Ordem e da Praça Garibaldi, no Centro, fecham para receber uma enorme feira de artesanato. Há de tudo: malhas e cachecóis convivem com chinelinhos de quarto, sabonetes artesanais, muita bijuteria, antiguidades, livros e quiosques de comida. Grupos teatrais improvisam peças ao ar livre, enquanto skatistas fazem suas manobras numa pracinha. Todos os cafés, bares e atrações históricas que cercam a feirinha ficam de portas abertas.

 

Centro Histórico

 

Festival De Teatro: (http://www.festivaldeteatro.com.br)
Desde 1992, Curitiba vira palco do mais importante festival de teatro do país em março. Em quase 20 dias, grupos de todo o país e também do exterior se apresentam em mais de 200 espetáculos na mostra oficial e na chamada Fringe, programação paralela que acontece em praças e ruas da cidade. festivaldeteatro.com.br.

 

Oficina De Música: Em janeiro, atrações turísticas - como a Rua das Flores (R. Luiz Xavier), a Ópera de Arame e os parques - viram palco de concertos e shows de música popular. Na programação também há cursos com nomes consagrados da área (as inscrições se encerram no começo de dezembro). oficinademusica.org.br.

 

Natal Encantado: Uma das cenas mais clássicas do Natal brasileiro acontece no Centro de Curitiba, no calçadão da rua 15 de Novembro. Em dezembro, o palácio Avenida (prédio de 1929, hoje sede de uma agência bancária) é iluminado com quase cem mil lâmpadas e recebe corais de crianças. Atrás de mais de 50 janelas, elas entoam canções natalinas em shows que vão até o dia 25. Informações: 3352-8000.

 

Museu Do Expedicionário: Pça. do Expedicionário (Alto da XV)
(41) 3264-3931
Preço: Grátis
Horário: 3ª/6ª 10h/12h, 13h/17h, sáb/dom 13h/17h
Conta a história da participação do Brasil na 2ª Guerra Mundial exibindo uniformes da Força Expedicionária Brasileira, documentos, fotos, objetos bélicos, um tanque e um avião de bombardeio Thunderbolt.
Museu Ferroviário: Av. 7 de Setembro, 2775 (Shopping Estação) (Rebouças)
(41) 2101-9202
 
Preço: Grátis
Horário: 3ª/sáb 10h/18h, dom 11h/19h
No prédio que funcionou como estação ferroviária entre 1885 e 1972, o museu preserva a antiga bilheteria e parte de uma locomotiva. Painéis e objetos - talheres e bules de prata usados nos trens e até uma "caixa do tempo", que guarda jornais e moedas do dia em que a linha foi fundada por D. Pedro II - ajudam a contar a história da ferrovia no estado.
Jardim Botânico: R. Ostoja Roguski (Jd. Botânico)
(41) 3264-6994
 
Preço: Grátis
Horário: 6h/20h
O mais belo parque de Curitiba é conhecido pela grande estufa transparente, inspirada num palácio de cristal londrino e recheada com mais de 50 espécies de plantas da mata Atlântica. Mas ela não é a única atração: recém-inaugurado, o Jardim das Sensações (3ª/dom 9h/17h) convida o visitante a vendar os olhos e, guiado por um corrimão, conhecer as características de 50 plantas por meio do toque e do cheiro.
Parque Tanguá: R. Dr. Bemben (Pilarzinho)
(41) 3352-7607
 
Preço: Grátis
Depois de passar por um lindo jardim chega-se ao mirante, ou melhor, a duas torres com vista espetacular para os fundos do parque - onde há um lago, uma cachoeira artificial e uma grande área verde. Na parte baixa, um túnel escavado na rocha, que faz a ligação entre duas antigas pedreiras, também é atração.
Parque Estadual Do Marumbi: No meio da Serra do Mar, o parque tem trilhas curtas e longas (a partir de 30'), piscinas naturais e montanhas - o passeio mais famoso é a caminhada ao pico Olimpo, a 1539 metros de altitude, que demora 3h30 e exige bom condicionamento físico. Partindo de Curitiba, a melhor maneira de chegar ao parque é de trem: depois de duas horas descendo a serra, avista-se a estação Marumbi, dentro da reserva, onde está o Centro de Visitantes. De carro, é preciso ir até o centro de Morretes e seguir por 10 km em estrada de terra (nem sempre acessível a veículos de passeio). Nos dois casos, agende a visita (3462-3598). Para as trilhas mais longas, é recomendável o acompanhamento de um guia (Calango Expedições, 3462-2600, R$ 180, com transporte em 4X4 desde Morretes).
Parque Tingui: Av. Fredolin Wolf (Pilarzinho)
(41) 3240-1103
 
Sede do Memorial Ucraniano (3ª/dom 10h/18h), tem uma espécie de vila típica, com venda de artesanato - como os pêssankas, ovos pintados à mão - e a réplica de uma igreja ortodoxa eslava, feita em madeira com cúpula de bronze. Há ciclovia e pequena área verde.
Bosque Alemão: R. Francisco Schaffer/R. Niccolo Paganini
(41) 3338-6012
 
Difere-se dos outros parques da cidade por não ter tantos jardins. As atrações são uma sala de concertos (o Oratório Bach), um mirante e uma trilha conduzida por letreiros que contam a história de João e Maria, dos irmãos Grimm (aos sábados e domingos, às 14h, o conto é narrado na Casa Encantada).
Bosque Do Papa João II: Av. Mateus Leme/R. Wellington Oliveira Vianna (Centro Cívico)
(41) 3313-7194
 
Horário: 2ª 13h/18h, 3ª/dom 9h/18h
Vizinho ao Museu Oscar Niemeyer, foi inaugurado depois da visita do papa à cidade, em 1980. Tem pista de caminhada, ciclovia, loja de artesanato e o Memorial da Imigração Polonesa (3ª/dom 9h/18h), com casas típicas de madeira e objetos trazidos pelos imigrantes.
Zoológico (Parque Regional Do Iguaçu): R. João Miqueletto (Alto Boqueirão), 18 km
(41) 3378-1221
 
Preço: Grátis
Horário: 3ª/dom 9h/17h
Numa grande área de mata nativa, abriga mais de 3 mil animais de cerca de 80 espécies - algumas em risco de extinção, como o lobo-guará, o urso de óculos e a harpia, uma rara ave de rapina. Mais que um zoo, também tem área para pesca, pomares e quadras esportivas.
Estrada Da Graciosa: Acesso pelo km 59 da BR-116 p/ S. Paulo
A estreita estradinha que liga a BR-116 a Morretes serpenteia a serra do Mar e revela paisagens deslumbrantes. Inaugurada no fim do séc. 19, a via de 33 km tem mirantes, quedas d'água e quiosques com churrasqueiras. Acesso pelo km 59 da BR-116 p/ São Paulo.
Linha Turismo: Os ônibus de dois andares passam por mais de 20 pontos turísticos num percurso de 2h30. Mas você não precisa ver as atrações só da janelinha: o ingresso dá direito ao embarque e quatro reembarques (R$ 20). 3ª/dom, 9h/17h30 (saídas a cada 30 minutos da praça Tiradentes, no Centro, 3352-8000). viaje.curitiba.pr.gov.br
Torre Panorâmica: R. Prof. Lycio Grein de Castro Vellozo, 191 (Mercês)
(41) 3339-7613
 
Preço: R$ 3
Horário: 3ª/dom 10h/19h
Lá de cima, avista-se toda a cidade e até parte da serra do Mar. Com 110 m de altura, o equivalente a um prédio de 40 andares, a torre foi decorada com um belo painel do artista Poty Lazzarotto, que esculpiu símbolos curitibanos (como a araucária e os tropeiros) no cimento.
Estádio Joaquim Américo (Arena Da Baixada): R. Buenos Aires, 1260 (Água Verde)
(41) 2105-5616
 
O moderno estádio do Clube Atlético Paranaense deve ser uma das sedes da Copa do Mundo de 2014. A visita guiada (10h, 11h, 12h, 14h, 15h, 16h; R$ 7) passa pelas arquibancadas, camarotes, vestiários e sala de imprensa - só não há acesso ao gramado. O passeio não acontece em dias de jogo.
Santa Felicidade: No fim de semana, a principal avenida do bairro, a Manoel Ribas, fica congestionada. Mas ninguém liga: turistas e moradores enfrentam as filas só para provar os rodízios italianos dos restaurantes locais - como o gigantesco Madalosso, que chega a receber mais de 4 mil pessoas aos domingos. Depois de se fartar, é hora de comprar vinhos de mesa e artesanato nas redondezas.
Teatro Ópera De Arame: R. João Gava (Pilarzinho)
(41) 3355-6072
 
Preço: Grátis
Horário: 3ª/dom 8h/22h
Cartão-postal da cidade, impressiona com uma grande estrutura de metal construída sobre um lago, com paredes e teto transparentes. Mesmo quando não há apresentações, abre para visita. Ao lado fica o parque das Pedreiras com o espaço Paulo Leminski, um teatro ao ar livre.
Rua 24 Horas: Av. Visc. de Nacar/R. Visc. do Rio Branco (Centro)
 
O centro comercial, fechado em 2007, ainda é ponto de referência da cidade. Em reforma desde junho de 2010, deve ganhar novas lojas, cafés e até um centro cultural, e reabrir no primeiro semestre de 2011.

Curitiba tem um clima temperado marítimo ou clima subtropical de altitude, inverno ameno e úmido, com temperatura média de 13 °C no mês mais frio, caindo por vezes abaixo de 2 °C, em dias mais frios. Durante o verão, a temperatura média é em torno de 21 °C, mas pode subir acima de 30 °C em dias mais quentes. Ondas de calor durante o inverno e ondas de frio no verão não são incomuns e mesmo dentro de um único dia pode haver uma grande variação, uma característica típica do clima subtropical.  

Ocultar
Receba ofertas exclusivas no seu e-mail